quarta-feira, 29 de maio de 2019

Gelatina de morango

Com o tempo quente apetecem sobremesas mais frescas e se há gelatina que o M* adore, é a de morango.
Mais fácil é impossível e, basta um pouco de imaginação para ficar uma sobremesa linda.



Adoro usar estes frascos e decorar com fruta e folhas de hortelã!!! 
E vocês, qual o vosso sabor preferido?
Beijinhos!!! ❤

Ingredientes:
1 saqueta de Gelatina de Morango Condi
500ml de água
Morangos e folhas de hortelã para decorar

Preparação:
Dissolva o conteúdo de uma saqueta em 250ml (1/4 de litro) de água a ferver.
Mexa até o pó ficar bem dissolvido.
Junte 250ml (1/4 de litro) de água fria e mexa novamente.
Coloque numa ou em várias formas e leve ao frigorífico até adquirir consistência.
Na altura de servir, decore com morangos e folhas de hortelã.
Uma vez preparada, conserve no frigorífico.

domingo, 26 de maio de 2019

Compota de morango com pectina (e menor teor de açúcar)

Adoro esta altura em que o calor chega e as frutas abundam... Cá em casa somos fãs de compota de morango mas tenho tentado reduzir o açúcar até ter chegado a esta receita.
Não se preocupem, continua a ser doce a única desvantagem é que não tem tanta validade (o que não será um problema se fizermos pouca quantidade de cada vez e a guardarmos no frigorífico).




A pectina é um gelificante natural o que diminui muito o tempo de confeção das compotas. 
Nesta altura não deixamos acabar a compota em casa até porque fica muito bem a acompanhar iogurte ou mesmo queijo quark.
Até breve!!! ❤

Ingredientes:
500g de morangos
100g de açúcar
1/2 saqueta de Pectina Condi

Preparação Bimby:
Colocar no copo os morangos e o açúcar e programar 10 seg /vel 5 (se quiser encontrar pedaços no doce, guarde uma parte dos morangos e acrescente só no passo seguinte);
Programar 10 min /varoma /vel 1 e substituir o copo de medida pelo cesto (este passo permite uma maior/ mais rápida evaporação).
Acrescentar a pectina, programar uns segundos na velocidade 3 para misturar e, de seguida, programar 5 min/Varoma/ Vel 1.
No final do tempo, verificar se a compota apresenta a consistência desejada e, se necessário, programar mais uns min /varoma /vel 1 (normalmente, não é necessário, mas depende dos morangos e do gosto de cada um!!!).
Quando o doce estiver pronto, colocar nos frascos esterilizados, tapar enquanto quentes (para diminuir a proliferação bacteriana) e colocar os frascos ao contrário (o que cria um "vácuo natural" que ajuda a conservar o doce).

Nota: O facto de se reduzir a quantidade de açúcar, diminui também o tempo de conservação da compota, uma vez que é o açúcar o responsável pela conservação. Daí que esta deva ser guardada no frigorífico. Se quiserem uma receita de compota que aguente mais tempo, terão de aumentar bastante a quantidade de açúcar.