quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Medalhões de pescada em crosta de pão ralado e ervas

Depois do salmão em crosta de pão ralado e ervas aromáticas que coloquei no bog no início deste mês (e que podem ver a receita aqui), fiz também a experiência com pescada que acompanhei com legumes salteados. Não sei como, tirei as fotos e esqueci-me de fazer o post (talvez porque as fotos não me "chegaram ao coração"!!!), portanto aqui vai agora...



Os legumes salteados combinam melhor com o peixe do que o linguine (que usei na outra receita!) e ficamos com um prato bem light!!!

Ingredientes: (3-4 pessoas)
1 emb. Medalhões de Pescada do Cabo Pescanova
1 ovo
Pão ralado q.b.
Coentros q.b. (ou outras ervas aromáticas que prefiram!)
Sal q.b.
Sumo de limão q.b.
Manjericão para decorar

Preparação:
Depois de descongelados, temperar os o peixe com sal e sumo de limão e reservar;
Misturar os coentros picados com o pão ralado e temperar a gosto;
Passar cada um dos medalhões de pescada pelo ovo batido, pelo pão ralado e colocar num pyrex e levar ao forno, pré-aquecido a 200°C, durante 20-25 minutos, aproximadamente, até ficar estaladiço.
Acompanhar com legumes salteados ou uma salada.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Feijoada de chocos rápida (Revista Robot)

Com o tempo a arrefecer começam a apetecer-me pratos como esta feijoada de chocos. Este tipo de feijoada são muito apreciados cá em casa razão pela qual poderão encontrar várias receitas no blog mas, desta vez, decidi seguir uma receita proposta pela Teleculinária, com uma ou outra adaptação. 



Quanto à fotos não estão fantásticas pois ao chegar mais tarde a casa para fazer o jantar, a "luz" natural já era... o que se reflete na qualidade das fotos. 
Mas penso que dar para terem uma ideia, certo?!?

Ingredientes: (4 doses)
1 embalagem de Chocos limpos Pescanova
Miolo de amêijoa q.b. (não coloquei)
1 chouriço corrente
1 lata grande de feijão branco Compal da Horta
1 cebola
1 dente de alho
2 cenouras
60g de polpa de tomate Compal da Horta
30 g de azeite
1 copo medida de água
1 copo medida de vinho branco
1 malagueta Suldouro
1 folha de louro Suldouro (sem a nervura central)
Sal q.b.
Salsa  ou coentros para polvilhar q.b. (opcional)

Preparação: 
Descongelar e juntar as lulas, o miolo de camarão e de amêijoa (eu não usei amêijoas!);
Descascar e lavar a cebola e os dentes de alho e cortar a cebola em pedaços pequenos; Cortar as cenouras e o chouriço em rodelas. Cortar a malagueta ao meio e retirar-lhe as sementes;
Deitar a cebola, os alhos e a malagueta para o copo do robot e ligar 5 seg/ vel 5

Juntar o azeite e a polpa de tomate, temperar com sal e programar 5 min/ 100°C/ velocidade colher;
Encaixar depois o acessório misturador, adicionar as lulas, o camarão, as amêijoas (se usar!), as rodelas de cenoura e de chouriço, o vinho branco, a água, a folha de louro (sem a nervura central) e um ramo de salsa e temperar com sal e programar  25 min/ 100ºC/ vel colher inversa
Acrescentar o feijão, escorrido, envolver com a espátula e programar 4 min/ / 100ºC/ vel colher inversa
Servir acompanhado de arroz branco.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Argolas do mar com grão e cuscuz

Hoje é dia de mais uma receita que podem, como eu, levar para o emprego. Quem já me acompanha há algum tempo sabe que sou adepta da marmita. Não é só pelo facto de ficar (bem) mais em conta do que ir almoçar todos os dias fora mas também porque assim posso controlar melhor aquilo que como.
A maior parte das vezes, e de modo a não perder tempo, selecciono para o jantar alimentos que fiquem bem no dia seguinte como é o caso destas argolas com grão e cuscuz.
Depois, para acompanhar basta uma salada, uma peça de fruta e tenho uma refeição completa.




O mais difícil desta receita é que fiz tudo mais ou menos a olho mas vou tentar dar-vos todas as indicações...

Ingredientes:
1 embalagem de Argolas do Mar Pescanova
1 cebola pequena
1 dente de alho
1 colher de chá de açafrão-da-índia
Pimenta Suldouro q.b.
20g de azeite
1 Alpro alternativa às natas de Coco
Grão cozido Compal da Horta q.b.
Coentros q.b.
Sal q.b.

Preparação:
Num tacho fazer o refogado com a cebola, alho e azeite e deixar alourar;
Quando o refogado estiver pronto adicionar o açafrão-da-índia, as argolas do mar, descongeladas e escorridas, a embalagem de Alpro e envolver muito bem (de modo a que o açafrão se dissolva). Levar ao lume brando até às argolas estarem cozidas, temperar a gosto com o sal e pimenta e, caso o molho esteja muito espesso, acrescentar um pouco de água. Acrescentar o grão escorrido e deixar levantar fervura novamente.
Entretanto fazer o cuscuz de acordo com as instruções da embalagem e servir com as argolas e grão, polvilhados com coentros.

sábado, 26 de setembro de 2015

Salmão grelhado com batata-doce

Embora fim-de-semana, altura em que podemos fugir um pouco da alimentação saudável, deixo-vos uma receita que foi o nosso jantar de ontem: salmão grelhado com batata-doce.
Cá em casa estamos a introduzir a batata-doce na nossa dieta devido à sua riqueza nutricional (como expliquei no post em que apresentei uma receita com batata-doce pela primeira vez e que podem ver aqui!)  e, como tal, ando a ver quais as melhores formas de a confeccionar. Desta vez, optei por cozinhar no forno embrulhadas em alumínio.
E que boas ficaram!!! 





Mais uma vez contei com a ajuda dos meus acessórios Börner que já não dispenso (podem encontrá-los aqui). Desta vez, usei a mandolina para cortar a batata-doce em rodelas da mesma espessura.
Espero que tenham gostado da sugestão e, já agora, se quiserem ajudar o blog a crescer, partilhem com os vossos amigos!!!

Ingredientes: (3 doses)
2 batatas-doces médias
Azeite q.b.
Pimenta Suldouro q.b.
Sal e orégãos q.b.

Preparação:
Lavar muito bem a batata-doce, uma vez que a vamos confeccionar com a casca, secar, dispensar as extremidades e cortar a restante batata-doce em rodelas, mais ou menos da mesma espessura, de modo ao tempo de cozedura não variar muito (para isso usei a mandolina da Börner);
Colocar as rodelas de batata-doce sobre uma folha de papel de alumínio, formando uma camada única, temperar a gosto (eu optei por um fio de azeite, sal, pimenta e orégãos), embrulhar e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC  durante uns 25-30 minutos (o tempo de cozedura depende da espessura das rodelas!!!);
Entretanto, temperar os medalhões de salmão, já descongelados, com sumo de limão e sal e, quando a batata-doce estiver quase pronta, levar a grelhar num grelhador bem quente e servir em conjunto.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Brás de pescada e courgete

E eis que mais um ano escolar se inicia e, visto que durante o verão recomecei a treinar, tenho de manter a minha alimentação saudável. Assim, apresento-vos a minha primeira marmita deste ano lectivo: brás de pescada e courgete.




Para quem estiver intrigado por eu usar o termo "esparguete" de courgete, é que, com o ralador Roko da Börner (ver site aqui) consigo transformar a courgete e outros legumes em filamentos semelhantes a esparguete.
Fantástico, não é?!?


Ingredientes para 4 doses:
Azeite q.b.
1 cebola grande
1 dentes de alho
1 embalagem de Medalhões de Pescada do Cabo Pescanova
Courgete q.b. (eu coloquei 1 grande)
Batata fritas fritas em casa (ou batata palha)
4 ovos
Sal q.b.
Pimenta moída no momento Suldouro q.b.
Salsa picada q.b.
Azeitonas pretas q.b.

Preparação:
Colocar num tacho o azeite, a cebola, os alhos e deixar alourar;
Adicionar a pescada previamente cozida e "desfiada" (podem usar qualquer variedade de pescada ou até mesmo sobras...) e deixar cozinhar em lume brando, mexendo de vez em quando;
Entretanto, com o ralador Roko da Börner, reduzir a courgete a "esparguete" ou "noodles" e reservar. 
Numa frigideira, fritar as batatas, partidas em palitos muito finos; (Nota: Eu não estava a pensar em usar batata mas precisei de o fazer para dar consistência e para render um pouco mais!!!)
Ao tacho da pescada, juntar o "esparguete de courgete", envolver bem com uma colher de pau e levar ao lume brando; 2-3 minutos depois, adicionar as batatas fritas bem escorridas e, mais uma vez, envolver bem com uma colher de pau e levar ao lume brando;
Entretanto, bater os ovos e deitá-los por cima, misturar tudo muito bem, juntar a pimenta, a salsa e rectificar o sal. Servir enfeitado com as azeitonas e salsa picada.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Gelado de bolachas Oreo na despedida do verão...

No domingo, num jantar de amigos, a C* brindou-nos com um gelado de bolachas Oreo fabuloso.
Embora eu nunca tenha feito um gelado com bolachas Oreo dei por mim a recordar aquele que era o gelado preferido do meu pai: o meu gelado de "cookies".
Assim, o que fiz foi seguir a minha receita, trocando as bolachas e ficou mesmo muito bom!!! :)
Nada como um gelado para nos despedirmos do verão e dar as boas-vindas ao outono!!!



Este gelado dá para fazer com ou sem Bimby, por isso, não há desculpas e vamos todos experimentar!!!
Beijinhos!!!

Ingredientes:
1/2 pacote de bolachas Oreo
1/2 lata de leite condensado
2 pacotes de natas para bater

Preparação:
Partir grosseiramente as bolachas (eu gosto de encontrar pedaços de bolacha!!!) e reservar;
Bater as natas até ficarem firmes, na Bimby ou com uma batedeira, e colocar num recipiente que possa ir ao congelador;
Envolver o leite condensado nas natas sem não mexer demasiado;
Adicionar as bolachas e envolver novamente de forma a ficarem bem distribuídas;
Levar ao congelador e retirar uns minutos antes de servir...
Bom apetite!!! :*


NOTAS: 
De modo a usar a lata de leite condensado inteira, pode duplicar-se a receita.
Deve usar-se natas para bater e estas devem estar bem frescas!!! Se usarem a Bimby para bater as natas, é preciso estar atento pois elas passam rapidamente a manteiga!!!

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Obrigada, Teleculinária, Margão e Alpro...

Setembro ainda vai a meio e por aqui continuam a chegar ofertas dos parceiros...
Para além do exemplar da revista Robot da Teleculinária deste mês, e que ainda não tive tempo de ver como deve ser, eis que chega um miminho da Margão sem aviso prévio...



O miminho da Margão para além de 3 tipos de especiarias que vou usar em receitas futuras continha também um livro com dicas e receitas!!!
Entretanto, também chegaram uns vales de desconto da Alpro mas não tive tempo de fotografar...

Obrigada, Margão!!! Obrigada, Teleculinária!!! Obrigada, Alpro!!!
É bom ter parceiros assim!!! <3

domingo, 13 de setembro de 2015

Néctar de pêssego

Depois das pêras, este fim-de-semana deram-me pêssegos... Obrigada, C*!!!
Uns pêssegos fantásticos, biológicos mas cujo o único defeito é estragarem-se muito rapidamente. Como não podia deixar que isso acontecesse optei por fazer néctar mais uma vez sem corantes, conservantes e, no meu caso, nem mesmo adição de açúcar!!!



Já viram esta cor?!?
Para aumentar o tempo de conservação do néctar, e como fiz para o néctar de pêra, para além de, usar frascos de vidro com tampa metálica previamente esterilizados, optei por cozer a fruta.
Eu, mais uma vez optei por não acrescentar açúcar mas se preferirem podem acrescentar um pouco de açúcar, frutose ou até mesmo adoçante.

Ingredientes:
500g pêssegos (lavados, descascados e cortados aos pedaços)
500g água
Açúcar ou adoçante q.b. (eu não coloquei!)
Gotas de limão q.b.

Preparação Bimby:
Lavar, descascar e cortou os pêsssegos em pedaços, regar com as gotas de limão e reservar;
Colocar no copo da Bimby e adicionar a mesma quantidade de água (se desejar um néctar menos espesso deverá aumentar a quantidade de água) e programar 15 min/ 100ºC/vel 1; De seguida, se achar necessário colocar o açúcar ou a frutose e ir, progressivamente da vel 5 até à vel 7
Verter para os frascos de vidro, previamente esterilizados, colocar as tampas e inverter os frascos deixando arrefecer assim (este procedimento permite criar vácuo e aumentar o tempo de vida do produto). 
Quando frio, colocar no frigorífico até servir.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Sopa de peixe (versão com massa)

A sugestão de hoje é uma sopa de peixe que já fiz várias vezes mas só agora consegui fotografar (e mesmo assim, já estavam todos à mesa e eu a fotografar a minha sopa na taça "Bordallo Pinheiro"!!!) ... O que vos posso dizer é que esta sopa é daquelas que, normalmente, várias pessoas pedem para repetir... :P
É uma sopa de peixe fantástica que se baseia na receita que aprendi num dos workshops Bimby a que assisti mas em que substituí o arroz por massinhas!!! 
É aquela receita que eu aconselho a toda a gente pois é muito boa mesmo!!! :)



No que respeita à fotos, mesmo "um tanto ou quanto à pressa", gostei do resultado...
E vocês, o que acham?!?
Esta é daquelas receitas que (como todas as outras) dá para fazer sem Bimby embora dê mais trabalho, mas vale mesmo a pena... :)
Se quiserem ver a versão com arroz podem espreitar aqui ou se preferirem uma sopa de peixe à base de batata podem ver aqui!!!
Quando experimentarem digam o que acharam, ou qual a vossa preferida, ok?!?
Fico à espera do vosso comentário!!!

Ingredientes: (8 porções)
3 ovos
500g mexilhões (usei com casca)
250g de Camarão de Moçambique Pescanova (com casca)
300g filetes de peixe (usei Filetes de Pangasius Pescanova)
100g pimento verde
100g pimento vermelho
150g cebola
1 dente de alho
1 folha de louro Suldouro (sem a nervura central!!!)
2 caldos de peixe
1 c. sopa de coentros picados
Pimenta Suldouro q.b.
70g azeite
200g polpa de tomate Compal da Horta
1000g água
100g de massa pevide

Preparação Bimby:
Na varoma colocar os ovos, envolvidos em película aderente, o mexilhão e os filetes de pescada e reservar;
Colocar no copo 500g de água com as cascas e as cabeças dos camarões e programar 5 min/100ºC/ vel 4;
Cortar o miolo de camarão em pedaços e reservar;
Coar o liquido utilizando o cesto e reservar este fumet;
Colocar no copo limpo, os pimentos, a cebola, o alho e picar 6 seg/ vel 5; Depois, juntar a polpa de tomate e triturar 15 seg/ vel 7;
Adicionar o azeite e refogar 7 min/100ºC/ vel 1;
Juntar 500g de água, os caldos, a folha de louro (sem a nervura central), a pimenta, o fumet e programar 15 min/Varoma/ vel 1, colocando a varoma com os ovos e pescado;
Adicionar a massa ao copo, voltar a colocar a varoma e programar 10-12 min (ver tempo referido na embalagem da massa)/Varoma/ vel 1;
Retirar a varoma e reservar; Adicionar à sopa o miolo de camarão e deixar repousar 2 minutos. 
Numa terrina colocar os mexilhões e os filetes de pescada aos pedaços, deitar a sopa por cima e decorar com os ovos e os coentros picados. Servir de seguida.

domingo, 6 de setembro de 2015

Néctar de pêra

Viver em meios mais pequenos tem desvantagens mas também tem algumas vantagens... 
Uma dessas vantagens é que quando uma determinada fruta ou legumes abundam as pessoas partilham com as outras Foi o que aconteceu com umas pêras que me deram e eu, para aproveitar, usei para fazer néctar.
Fica um néctar espesso e com todo o sabor da fruta biológica. Um néctar caseiro sem corantes nem conservantes (e no meu caso sem adição de açúcares!!!) e com toda a riqueza nutricional da pêra.



Para aumentar o tempo de conservação do néctar, para além de, usar frascos de vidro com tampa metálica previamente esterilizados, optei por cozer a fruta.
Eu, optei por não acrescentar açúcar uma vez que as pêras estavam bem maduras e doces, mas quem preferir pode acrescentar um pouco de açúcar ou frutose.

Ingredientes:
500g pêras
500g água
Açúcar ou adoçante q.b. (eu não coloquei!)
Gotas de limão q.b.

Preparação Bimby:
Lavar, descascar e cortou as pêras em pedaços, regar com as gotas de limão e reservar;
Colocar no copo da Bimby e adicionar a mesma quantidade de água (se desejar um néctar menos espesso deverá aumentar a quantidade de água) e programar 15 min/ 100ºC/vel 1; De seguida, se achar necessário colocar o açúcar ou a frutose e ir, progressivamente da vel 5 até à vel 7
Verter para os frascos de vidro, previamente esterilizados, colocar as tampas e inverter os frascos deixando arrefecer assim (este procedimento permite criar vácuo e aumentar o tempo de vida do produto). 
Quando frio, colocar no frigorífico até servir. 


Preparação Tradicional:
Lavar, descascar e cortou as pêras em pedaços, regar com as gotas de limão e reservar;
Colocar num tacho e adicionar a mesma quantidade de água (se desejar um néctar menos espesso deverá aumentar a quantidade de água) e deixar cozer durante uns 10-15 minutos; De seguida, se achar necessário colocar o açúcar ou a frutose e, com uma varinha mágica, triturar até obter um sumo mais ou menos homogéneo. 
Verter para os frascos de vidro, previamente esterilizados, colocar as tampas e inverter os frascos deixando arrefecer assim (este procedimento permite criar vácuo e aumentar o tempo de vida do produto). 
Quando frio, colocar no frigorífico até servir. 

sábado, 5 de setembro de 2015

Salmão em crosta de pão ralado e ervas aromáticas

Chegou o mês de setembro e, como todos os anos vem-me à cabeça a música "Wake me up when september ends" daquela que foi (e ainda é!!!) uma das minhas bandas preferidas, os Green Day!!! <3 
Foi durante "um" mês de setembro que passei uns dos piores dias da minha vida e perdi a pessoa da qual até hoje mais sinto falta... :(

Mas como tanta gente me disse na altura, e com a melhor das intenções (eu sei que sim, embora na altura só me apetecesse mandá-los calar!!!) , "a vida tem de continuar" e assim, neste mês de setembro, a aposta continua a ser refeições rápidas e saudáveis. 
Assim, a sugestão de hoje é um salmão em crosta de pão ralado e ervas aromáticas que acompanhei com linguine negro (embora agora ache que ficaria melhor com uns legumes salteados!!!).




Esta sugestão é uma alternativa saudável ao "fritar" (o que acontece muitas vezes depois de "panar" o peixe!!!)...

Ingredientes: (3-4 pessoas)
1 ovo
Pão ralado q.b.
Coentros q.b. (ou outras ervas aromáticas que prefiram!)
Sal q.b.
Sumo de limão q.b.
Manjericão para decorar

Preparação:
Depois de descongelados, temperar os medalhões de salmão com sal e sumo de limão e reservar;
Misturar os coentros picados com o pão ralado e temperar a gosto;
Passar cada um dos medalhões de salmão pelo ovo batido, pelo pão ralado e colocar num pyrex e levar ao forno, pré-aquecido a 200°C, durante 20-25 minutos, aproximadamente,  até ficar estaladiço.

Sugestão: Embora eu tenha acompanhado os medalhões com linguine negro, agora penso que teriam combinado melhor com legumes salteados!!!

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Cheesecakes para todos...

Quem me conhece sabe que uma das minhas sobremesas preferidas são os cheesecake
E se pode parecer que não os tenho feito por aqui, estão enganados... 
Na verdade, ora faço um ora faço outro mas não tenho e feito alterações às receitas que tenho aqui no blog...
Se procurarem pelo marcador cheesecake poderão encontrar cheesecakes de morango, de amoras, de lemon curd, de chocolate e até um cheesecake que serviu de bolo de anos...


Não acreditam?!?
Vejam só aqui... :)
Quando os testarem, ou se tiverem alguma sugestão, é só dizer... 

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Kit Regresso às Aulas Vahiné

Um pouco "chochinha" por deixar o M* na escolinha chego a casa e recebo um fantástico Kit de Regresso às Aulas,  enviado pela Vahiné que me fez sorrir.
Quando digo fantástico, é fantástico mesmo! 
Ora vejam só...


Para além de horários escolares, etiquetas para personalizar cadernos e livros, balões (que o M* adora!) e um estojo com afia, lápis de cor e lápis de cera vinham também os seguintes produtos Vahiné: preparado para cupcakes, pasta de açúcar rosa  e Confetis Multicores (produtos que conheço e adoro!!! ) e também 4 novidades, Cupcake Cream de Chocolate, Cupcake Cream de Baunilha, Corante Gel Alimentar Verde e Amarelo e Corante Gel Alimentar Roxo e Rosa.
Depois disto só posso dizer...
Obrigada, Vahiné!!!
Bom regresso às aulas!!!!